O que é o terroir do chá?

14 dez 20
O que é o terroir do chá?

Assim como alguns vinhos são apreciados por terem características da região em que as uvas foram cultivadas, o chá também adquire qualidades únicas, especialmente os chás puros da Camellia sinensis. Isso se deve a um conjunto de fatores que englobam o cultivo de algo, neste caso, o terroir do chá. Parece difícil? Vamos explicar tudo neste artigo do blog.

Com certeza você já deve ter ouvido falar no Champagne, um tipo de espumante cultivado na região de mesmo nome e que é admirado ao redor do mundo, por ter atributos exclusivos.

Ou seja, não existe outro tipo de bebida semelhante  sem ser produzida nessa localidade.

O mesmo ocorre com os chás, que inclusive existe um tipo de chá preto, o Darjeeling que é conhecido por ser o “champagne dos chás”, ou seja, tem identidade única por ser produzido na cidade de mesmo nome, conhecida pela alta qualidade. Isso tudo pode ser resumido ao terroir do chá.

O que é terroir

Definir e entender o terroir (leia “terroar”) pode não ser muito fácil. Mas a palavra, em sua essência, é francesa e com origem do latim “territorium”, que designa solo. 

Na gastronomia, ele é responsável por definir a personalidade, o sabor e as características de um produto, como o vinho ou chá.

Resumindo: é a união de vários elementos e da ação do homem sobre o cultivo de plantas.

O terroir é composto pelos elementos solo, clima, altitude, relevo e a ação do homem. Ou seja, na plantação de chá, o tipo de solo (arenoso, argiloso, etc.), a quantidade de chuva e sol diária e a localização da plantação irá criar um chá característico, diferente de outra plantação com condições de elementos diferentes.

Elementos que compõem o terroir

Solo

Um dos elementos mais importantes é o solo, que irá garantir todos os minerais essenciais para o desenvolvimento e crescimento saudável da planta. De acordo com o tipo de solo, relevo e altura, será possível obter um perfil de chá.

Além disso, o aroma e o sabor da bebida são diretamente influenciados pelos minerais presentes na terra.

Clima

A condição climática mais comum para o plantio da Camellia sinensis é em áreas tropicais ou subtropicais.

Nos locais mais quentes e úmidos, o crescimento é mais rápido, enquanto em regiões mais frias ou secas, mais lento.

Um clima com névoas, nuvens e temperaturas baixas tendem a criar chás mais suaves, delicados e doces, enquanto em regiões com chuvas fortes, céu limpo e ensolarado, criam sabores mais intensos.

Ou seja, cada detalhe e comportamento do clima da região pode impactar no perfil de um tipo de chá.

Altitude

Assim como o clima, a altitude da plantação favorece a formação de características únicas.

Quanto mais próxima da nuvem a plantação estiver, mais sombra terá e consequentemente, irá produzir folhas de chá com mais l-teanina, um aminoácido que já explicamos aqui e mais adocicado.

 Já quando expostas ao sol e luz intensa, esses aminoácidos se transformam em polifenóis, deixando os chá mais amargo. 

fatores que influenciam no terroir do chá

Ecossistema

Analisar o ecossistema ao qual uma plantação de chá está inserida também ajuda a entender as especificidades de cada tipo de chá.

Ou seja, quais espécies de plantas e árvores estão presentes ao redor do chazal, quais animais e insetos fazem parte da biodiversidade, a qualidade da água e até a presença ou não de indústrias poluentes.

Como o terroir influencia no chá

A influência do terroir no chá é observada de diversas maneiras, da aparência das folhas, cor do licor, aromas e sabor.

É possível, por exemplo, analisar duas plantações de Camellia sinensis de mesma variedade cultivadas em regiões diferentes.

Suponha que seja feito o mesmo cultivo, aplicadas as mesmas técnicas de produção em ambas as plantações. 

conjunto de chá com terroir

O resultado será chás semelhantes, mas com sabores diferentes. É como se a bebida tivesse um sabor da terra em que ela foi cultivada.

Alguns chás são mais desejados e valorizados devido ao seu terroir. A qualidade e as características agregadas transformam em itens exclusivos e luxuosos, pois proporcionam experiências únicas.

A ação do homem também é determinante para o terroir de uma bebida. Além de todas as variações dos elementos naturais, a influência dele na escolha do local da plantação, da variedade da planta que mais se adapta à região e todos os seus aspectos agronômicos fazem, do produto final, único. É possível dizer que não existe terroir sem o homem.

Nomes nos chás de acordo com terroir

Historicamente, alguns chás recebem o nome da região em que foram cultivados.

Para você ter ideia, Assam, Darjeeling, China Keemun e Golden Yunnan são variedades de chá preto, mas com um perfil único da localidade em que foram produzidos. Desta forma, facilita para o consumidor entender o tipo de chá.

A China, o berço do chá, também possui varias regiões com chás protegidos, como o Puerh, que é escuro e Pai Mu Tan, branco. 

Aqui no Brasil também existe o Obaatian, um chá preto cultivado em Registro, no estado de São Paulo.

Ao redor da plantação existem um cultivo com mais de 500 pés de lichia, uma árvore que dá um fruto de sabor adocicado e aroma bem delicado.

Com isso, os chás adquirem um estilo único incrível, ou seja, o próprio terroir.

Conclusão

Compreender o significado de terroir é importante, porque cada chá envolve a escolha de uma variedade de planta, cultivo e fabricação. Tudo isso resulta em uma bebida com personalidade única.

Você pode fazer um teste prático em casa. Escolha uma variedade de chá, como o verde, por exemplo, mas produzido em 2 regiões diferentes. Pode ser um nacional e outro chinês, japonês e chinês, o ideal é que sejam de localidades distintas.

Prepare ambos com um processo igual (mesma quantidade de erva, mesma quantidade de água e o mesmo tempo) e prove. É bem provável que você notará diferenças entre eles.

A nossa sommelière, Helena Leigue, fez um teste com dois chás diferentes, que você pode conferir no vídeo abaixo.