Descubra o chá que melhora a concentração

28 abr 21
Descubra o chá que melhora a concentração

Se você procura uma alternativa natural para melhorar as funções cognitivas ou simplesmente ter uma opção para impulsionar seu foco e atenção antes de um evento importante, como uma apresentação ou estudo, esse post é para você. Descubra o chá que melhora a concentração e é capaz de melhorar o bem estar do corpo e da mente.

Com o avanço da tecnologia, o acúmulo de tarefas e o excesso de informação ao qual as pessoas são impactadas diariamente, é comum que haja facilidade em dispersão, com dificuldade para concentrar durante uma tarefa ou ação.

Não é por acaso que o conceito de mindfulness têm se tornado cada vez mais popular, levantando questões da importância de ter atenção plena em alguns momentos do seu dia. 

Pesquisadores têm apresentado estudos que indicam uma melhoria significativa na qualidade de vida das pessoas desenvolveram a habilidade de ter maior atenção e foco. Geralmente, esse resultado é atingido com a prática de meditação. Mas ela não é a única opção.

Há milhares de anos, monges budistas utilizam de uma alternativa simples, natural e muito eficiente para atingir a capacidade de atenção plena em sua rotina: o consumo do chá da Camellia sinensis.

O poder do chá para melhorar a concentração

A Camellia sinensis é um arbusto originário da China,  capaz de atingir até 20 m de altura na natureza, mas no cultivo de chá a poda é frequente, não ultrapassando 4 metros.

arbusto camellia sinensis
Camellia sinensis

Ela é popularmente conhecida como a “planta do chá”, que dá origem aos 6 tipos de chá: amarelo, branco, verde, oolong, preto e escuro. Vale lembrar que todas as outras ervas são consideradas infusões, conforme já explicamos aqui.

Os monges budistas usufruem do poder dos chás da Camellia sinensis para ajudar na concentração há anos. Alguns registros históricos apontam que de início, os monges passavam muitas horas meditando, sentados. Para se recuperar do cansaço e evitar cair no sono, bebiam chá.

Com o passar do tempo, perceberam que além de ajudar a manter acordados, a bebida também auxiliava a manter a concentração e foco por um longo período.

Existe também uma tradição budista que considera o chá um importante fator para ajudar a cultivar o corpo e a mente.  

Por isso, o consumo de chá é muito comum na rotina dos praticantes do budismo: da primeira xícara ao acordar até antes de dormir, ele está sempre presente. É como se a existência de ambos se complementassem.

Outro detalhe que relaciona diretamente o chá com a prática de apreciar algo e estar no momento presente é a cerimônia japonesa chanoyu, um ritual que eleva o preparo do chá a um momento apreciativo.

É um momento que em um anfitrião e seus convidados preparam o marcha com o objetivo de desligar dos assuntos e problemas e cotidianos, contemplando um momento de preparar e dividir o chá com outras pessoas, com silêncio e respeito.

A influência da l-teanina para os efeitos no organismo

Talvez você nunca tenha ouvido falar na l-teanina. Ela é um aminoácido encontrada principalmente na Camellia sinensis e representa cerca de 50% dos aminoácidos encontrados na planta, presentes no caule, mas em quantidade maior concentrada nas folhas.

Ao ser absorvida pelo organismo, a l-teanina aumenta as ondas alfa cerebrais e provoca uma sensação de relaxamento e bem estar.

Mas ela não atua sozinha. A cafeína, um alcalóide muito conhecido no café, também está presente no chá, mas em menor quantidade.

Juntos, os dois compostos químicos atuam no sistema nervoso central e provocam uma série de reações que resultam em um estado de alerta, relaxamento e concentração por um longo período. Ou seja, tomar uma xícara de chá tem um efeito potencialmente longo, duradouro e relaxante, ao contrário do café.

Além disso,  a l-teanina melhora o bem estar, diminui os níveis de estresse, pressão arterial, melhorias na capacidade de aprendizagem, prevenção de câncer e doenças cardiovasculares.

Os chás da Camellia sinensis são os únicos que melhoram a concentração?

A verdade é que existem diversas infusões que possuem uma concentração de cafeína, como erva mate ou casca de cacau. 

No entanto, elas agem de forma semelhante ao café: a cafeína atua de forma muito rápida. É como uma explosão de energia em um intervalo de tempo muito curto.

Além disso, alguns sintomas podem ser comuns, como aceleração cardíaca, pico de energia e sensação estimulante, que não é agradável para algumas pessoas.

mulher concentrada trabalhando

Por isso, se você busca melhorar a sua capacidade de atenção, foco, mais disposição e energia, aposte no consumo diário dos chás. Ou seja, chá branco, amarelo, verde, oolong, preto ou escuro. Você encontra facilmente em lojas online ou no site do Diário do Chá.

Qual é o melhor momento para tomar o chá da Camellia sinensis?

Não existe uma regra, afinal, o chá da Camellia sinensis é muito saboroso e oferece diversos benefícios para o organismo, portanto, pode ser apreciado a qualquer momento do dia.

Mas se o objetivo é dar um impulso no seu cérebro, para melhorar o estado de alerta, atenção, concentração, foco e relaxamento, o ideal é tomar uma xícara de 200 ml antes do evento, como uma apresentação, uma reunião importante ou rotina de estudos.

Substituir o café pela manhã por um chá também pode melhorar a sua performance cognitiva e aumentar a sensação de bem estar durante o dia.

E para quem é mais sensível aos efeitos da cafeína, é recomendado não tomar chá após às 17 horas, para não atrapalhar o sono.

Muito além da concentração

Para quem acha que o chá só ajuda na concentração, se engana. É uma fonte rica em antixoxidantes, que ajudam a proteger o sistema imunológico, ajuda a prevenir doenças cardíacas e câncer, é rica em minerais e vitaminas. 

Para saber mais sobre os poderes da Camellia sinensis, veja o nosso post aqui.

Fontes

http://sistema.boticamagistral.com.br/app/webroot/img/files/l-teanina.pdf