Como quebrar o hábito de tomar café – ou reduzir

22 set 21
Como quebrar o hábito de tomar café – ou reduzir

Existe algo mais brasileiro que tomar uma xícara de café? Verão, inverno, chuva, sol e ele continua sendo uma das bebidas mais consumidas no país. No entanto, ele também pode trazer alguns efeitos nocivos para a saúde. Se você faz parte do time que está buscando uma alternativa, preparamos algumas dicas para começar a quebrar o hábito de tomar café – ou reduzir.

É claro que o café é uma bebida saudável, mas o consumo em excesso pode causar dependência e até causar de problemas de saúde mais severos. Por isso, a importância de manter o equilíbrio na dieta.

Para pessoas que já atingiram o nível de dependência e precisam quebrar o hábito do café diário, a busca de alternativas devem ser avaliadas e a quantidade de cafeína consumida monitorada. Mas é um processo possível para a rotina.

O mercado brasileiro de café

O Brasil é um dos maiores produtores de café e também um dos maiores consumidores dos grãos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), em 2020 foram consumidas 21,2 milhões de sacas – um dos recordes -, com uma média per capita de 4,79 kg de café. O maior índice histórico foi atingido em 2017, com o 22 milhões de sacas.

grãos de café

Essa relação do país com o café é antiga e está relacionada a diversos fatos históricos e culturais, que tornaram o consumo quase que intrínseco ao dia a dia dos brasileiros.

O mercado internacional é um dos principais consumidores do café brasileiro. De acordo com o Conselho dos Exportadores de Café no Brasil, em 2019 foram exportadas 40,6 milhões de sacas de café verde, solúvel, torrado e moído.

Dependência do café e consequências

O consumo diário de café faz com que o corpo se habitue com a ingestão de cafeína e ao longo do tempo, precisa de mais para atingir a mesma sensação de energia e conforto. Ou seja, ele se comporta como uma droga, que conforme o consumo frequente, aumenta a necessidade da dose.

A abstinência do café é muito comum. Se você não sabe se possui essa necessidade, faça um teste: fique um a dois dias sem consumir e note como seu organismo se comportará.

dependência do café

Os sintomas mais comuns da abstinência são dores de cabeça, sensação de cansaço, irritabilidade, náuseas, dores musculares e até azia.

A responsabilidade por esses sintomas é da cafeína, um estimulante natural que está presente em alimentos, bebidas e até medicamentos, mas em alta quantidade apenas no café.

Como quebrar o hábito do café

Abrir mão de tomar café diariamente é um processo difícil, exige dedicação e paciência. Mas é possível mudar para atingir mais qualidade de vida e saúde.

1 Reduza gradualmente a quantidade diária

Para quem consome café com frequência e há muito tempo, é ideal ir reduzindo o consumo aos poucos.

Uma interrupção completa pode causar graves sintomas de abstinência, diminuir a produtividade no trabalho e até causar mal estar. E com isso, o risco de desistir do processo aumenta, já que torna a rotina difícil.

Reduza a quantidade de café diário aos poucos, até tirá-lo por completo da rotina. Por exemplo, se você toma uma xícara de 200 ml por dia, diminua 1/4 a cada dois ou três dias.

Nesse ritmo, a produtividade e o bem estar não serão alterados por completo e o processo de desmame será mais adaptável para o organismo.

2 Encontre uma bebida com menor quantidade de cafeína

O primeiro passo é buscar uma alternativa ou substituto, como os chás e infusões. Você pode substituir sua xícara de café por uma de chá da Camellia sinensis, que possui bem menos cafeína e atua de forma completamente diferente no organismo.

Para ter uma ideia, uma xícara de café possui de 100 a 150 mg de cafeína, enquanto a mesma quantidade de chá possui cera de 30 a 35 mg de cafeína. E ainda conta com cerca de 100mg de antioxidantes que ajudam a proteger o organismo contra os radicais livres.

xícara de café

Durante o dia, opte por chá puro ou blends de chá branco, amarelo, verde, oolong, preto ou escuro, que são estimulantes e ao mesmo tempo melhoram a performance cognitiva, proporcionam um relaxamento e sensação de bem estar, resultado da reação da cafeína com a l-teanina presente na planta Camellia sinensis.

E algumas horas antes de dormir, aposte no consumo de infusões livre de cafeína, que podem preparar o corpo e mente para o sono, oferecendo tranquilidade e relaxamento.

3 Crie novos rituais

Se o consumo do café estava ligado a algum hábito, como preparar o café da manhã ou uma pausa durante a tarde no trabalho, tente criar um novo ritual. Isso vai ajudar a mente a se reprogramar, evitando a sensação de frustração ou abstinência.

Pode ser preparar um chá, levantar e se alongar, fazer uma pausa para descansar ou fazer um lanche. É importante que seja algo que você goste.

Busque o equilíbrio e ajuda médica

Assim como tudo na vida, o equilíbrio é fundamental. Você não precisa ser radical e eliminar definitivamente o café, mas evitar doses frequentes já é suficiente. Buscar ajuda médica neste processo é extremamente importante, para avaliar e acompanhar o processo, garantindo a sua saúde.

Leia também: grávidas podem tomar chá?

Quer conhecer mais sobre chás especiais? Acesse diariodocha.com.br